Subida dos preços preocupa a indústria

 

Os preços das matérias-primas utilizadas na indústria de produção de espumas continuam a aumentar, colocando as empresas numa posição difícil. A Eurospuma foi forçada a implementar uma terceira subida de preços das suas espumas e espera que uma nova vaga da covid-19 não piore a frágil situação do mercado.

 

Desde o início de março que a Eurospuma implementou diversas medidas que lhe permitem assegurar a sua laboração e o cumprimento dos seus compromissos, com a menor perturbação possível. Mas há consequências da pandemia que ‘fogem do controlo da administração’.

“A escassez de poliol e TDI, essenciais no nosso processo produtivo, e consequente aumento do seu valor, tem-nos obrigado a rever em alta os preços das nossas espumas”, explica o administrador Paulo Morais.

 

Ana Morais, também administradora, acredita que os parceiros de negócio estão sensíveis às dificuldades das empresas, mas alerta que a situação poderá piorar.

“Estamos conscientes de que com a escassez de matérias-primas e o aumento da procura, poderá atrasar as entregas. É exigido a todos nós um esforço maior no sentido de ultrapassar este momento”, acrescenta Ana Morais.


linkedin social icon facebook social icon twitter social icon