Que densidade escolher para o meu colchão?

Que densidade escolher para o meu colchão?

 

A densidade é a medida em kg por m3 e refere-se à massa (peso) da espuma por unidade de volume. Portanto, se uma espuma tem densidade de 40kg/m3, significa que um m3 dessa espuma pesa 40kg.

 

Na nossa experiência acumulada de 55 anos, sabemos que uma densidade de 30kg/m3 deveria ser o ponto de partida para a obtenção de um colchão de qualidade. Ainda assim, a densidade da espuma não é sinónimo de qualidade. É mais importante a sua conjugação com variáveis como a dureza, a resiliência e a porosidade da espuma, entre outros.

 

Se o colchão só tiver uma camada, a densidade da espuma, ainda que não seja determinante, pode ter alguma preponderância. Num colchão com várias camadas, a escolha da densidade já não é tão linear. Depende do tipo de espuma – viscoelástica, alta resiliência ou convencional – ou até da própria estrutura - com molas ou apenas espuma. Qual deve ser, então, a densidade média das camadas do colchão? Muitas vezes, os produtores optam por uma camada de base com baixa densidade por razões económicas, compensando com uma camada intermédia de densidade elevada e uma camada superior de excelente performance - uma espuma viscoelástica ou uma espuma convencional suave de alta densidade. Neste caso, é a combinação de dureza e alta densidade na camada superior do colchão que lhe confere conforto.

 

À partida, quanto maior a densidade, tendencialmente, maior a sua durabilidade. Mas, qual a durabilidade que se pretende num colchão? Há várias teorias – 5 anos, 10 anos, 20 anos... O que sabemos é que, legalmente, o colchão tem de durar pelos menos dois anos. No entanto, sem ensaio de fadiga dinâmica, torna-se muito difícil prever como o colchão reagirá ao longo do tempo e, assim, aferir a sua durabilidade.

 

A escolha da densidade da espuma depende também do utilizador do colchão. Um utilizador mais pesado exige uma espuma com maior densidade e vice-versa. Portanto, um colchão infantil não precisa de espuma com uma densidade tão elevada como um colchão para um adulto.

 

Outra variável importante é a conjugação da espessura da espuma com a densidade. O que terá melhor performance? Uma espuma de densidade inferior (por exemplo, 25kg/m3) e uma espessura maior (por exemplo, 150mm) ou uma densidade superior (28kg/m3) e uma espessura menor (100mm)? Desde que haja equilíbrio entre a densidade e a espessura, o colchão pode ser igualmente durável e confortável.

 

No fundo, boas espumas, corretamente conjugadas, permitem fazer bons colchões. Essa é a melhor forma de aferir a qualidade de um colchão, independentemente da sua densidade. Conte com a Eurospuma para criar sistemas de descanso adequados.


linkedin social icon facebook social icon twitter social icon