Glossário Espumas

  • Resiliência img

    A resiliência de uma espuma de poliuretano é determinada através da norma ISO 8307:2007. Este teste consiste em deixar cair uma esfera de aço (padrão, e com massa conhecida) em queda livre, a partir de uma altura pré-determinada, sobre uma espuma de poliuretano. Deste teste retira-se a percentagem de ressalto da bola, que serve como medida da energia devolvida pela espuma.

  • British Standard BS5852 img

    Esta norma foi desenvolvida pelo British Standards Institute e serve para avaliar o grau de combustibilidade de mobiliário, tecidos e enchimentos perante diferentes fontes de ignição.

  • Células Abertas img

    As Células abertas são células que fazem parte da estrutura da espuma de poliuretano e que são rompidas, permitindo assim o fluxo de ar através do material.

  • Célula Fechada img

    Células Fechadas, são células que podem fazer parte da estrutura de uma membrana intacta, reduzindo ou eliminando a passagem ou fluxo de ar nas espumas.

  • Compression-Set img

    O Compression-Set mede, em percentagem, a perda da altura inicial de uma amostra de uma espuma de poliuretano após compressão, devido à flexão ou colapso da estrutura celular no interior da espuma. É usualmente expressa sobre uma percentagem da altura original de uma amostra.

  • Conforto img

    O conforto traduz-se na capacidade de uma estrutura (colchão / topper) se moldar ao corpo evitando a concentração dos pontos de pressão, aliviando e distribuindo a força exercida sobre os mesmos, proporcionando sensação de bem estar.

  • Coxim img

    Um Coxim é um segmento de um bloco de espuma de poliuretano cortado / laminado, proveniente de uma produção em bloco.

  • Densidade img

    A densidade de uma espuma de poliuretano define-se como a massa por unidade de volume da espuma. As unidades utilizadas na apresentação de densidades são kg/m³. Por exemplo, se uma espuma tiver uma densidade de 40 kg/m³, isto significa que 1 m³ dessa espuma pesará 40 kg.

  • Durabilidade img

    A Durabilidade consiste na continuidade das características da espuma ao longo do seu tempo de vida e pode ser estimada através de um teste laboratorial de Fadiga Dinâmica.

  • Dureza img

    A Dureza de uma espuma de poliuretano flexível mede a resistência que esta apresenta à penetração e compressão. Para a caracterização da dureza de uma espuma de poliuretano é normalmente utilizada uma escala em em kPa (quilo-Pascal) ou N (Newton), e esta é medida em diferentes testes segundo as normas ISO 3386-1:1986/Amd 1:2010 e ISO 2439:2008. 

  • Elongação img

    A Elongação quantifica, em percentagem, o aumento do comprimento de uma amostra de espuma em relação ao seu comprimento inicial, depois de esticada ao máximo antes de se rasgar (Teste pela norma ISO 1798:2008).

  • Estrutura de Célula Aberta img

    A estrutura de uma espuma de poliuretano de célula aberta é permeável, na qual gases e líquidos podem passar através da espuma. As paredes e algumas células foram rompidas em diferentes graus.

  • Fadiga Dinâmica img

    A Fadiga Dinâmica é testada por uma ensaio de durabilidade realizado em laboratório, utilizando um mecanismo que está ciclicamente a exercer força sobre a espuma de poliuretano, podendo assim estimar a durabilidade de uma espuma.

  • Gel img

    Um Gel é aparentemente um sólido, formado por um material gelatinoso, que apresenta o meio disperso no estado líquido e o meio dispersante no estado sólido.

  • Porosidade / Air Flow img

    Porosidade é a medição do fluxo de ar que circula através de espuma de poliuretano.

  • Slab Stock img

    Slab stock é uma espuma de poliuretano flexível produzida pelo derramamento contínuo dos líquidos misturados sobre um transportador, criando um bloco contínuo de espuma.

linkedin social icon facebook social icon twitter social icon